Acusado de explodir duas agências bancárias e trocar tiros de fuzil com oito policiais no Paraná é condenado a quase 39 anos de prisão

  • 22/05/2024
(Foto: Reprodução)
Crimes aconteceram em dezembro de 2020, em Floraí e Ponta Grossa. Defesa de Anderson Teodoro de Souza afirma que já apresentou recurso de apelação contra a sentença. Acusado de explodir duas agências bancárias e trocar tiros de fuzil com oito policiais no Paraná é condenado a quase 39 anos de prisão Justiça Federal do Paraná Anderson Teodoro de Souza, um dos acusados de explodir duas agências bancárias e trocar tiros de fuzil com oito policiais no Paraná, foi condenado a 38 anos, 11 meses e 15 dias de prisão por roubo qualificado e tentativa de homicídio qualificado. Os crimes aconteceram em dezembro de 2020, em duas cidades diferentes do estado. Durante a madrugada do dia 1º, Anderson e pelo menos outros dois homens roubaram duas agências bancárias em Floraí, no norte, e horas depois se envolveram em tiroteios com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar (PM) em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Relembre abaixo. ✅ Siga o canal do g1 PR no WhatsApp ✅ Siga o canal do g1 PR no Telegram Na sentença, os crimes foram qualificados por terem sido cometidos contra autoridades e para assegurar a impunidade de outro crime, e também devido ao emprego de arma de fogo de uso restrito. Anderson também respondia aos crimes de invasão de domicílio, que foi incluído no julgamento do roubo, e organização criminosa, do qual foi absolvido. A sessão do conselho de sentença foi presidida pelo juiz Fábio Nunes de Martino, da 1ª Vara Federal de Ponta Grossa, e foi realizada no Plenário do Tribunal do Júri da Justiça Estadual de Ponta Grossa, nos dias 29 e 30 de abril. A defesa de Anderson afirma que já apresentou recurso de apelação contra a sentença. Leia também: Dinheiro público: Governo do Paraná não usou verba milionária para melhorar monitoramento de alerta de desastres naturais em 2023 Investigação: O que se sabe e o que falta esclarecer sobre a morte de dono de lanchonete, que foi empurrado por motoboy e bateu a cabeça Violência: Jovem é morta a facadas em bar após esposa ver vítima com marido no Paraná, diz polícia Relembre o caso Câmera de segurança mostra movimentação de suspeitos de roubar bancos em Floraí Ladrões explodiram duas agências bancárias de Floraí na madrugada do dia 1º de dezembro de 2020. Uma câmera de segurança registrou a movimentação dos suspeitos na cidade antes da prática dos crimes. Assista acima. O primeiro alvo foi o Bradesco e o segundo o Sicredi. Depois das explosões os criminosos conseguiram fugir e ninguém se machucou. Criminosos explodiram agências bancárias de Floraí Katiuscia Reis/RPC Noroeste Na tarde do mesmo dia, um carro suspeito de envolvimento nas explosões foi identificado pela PRF na BR-373, em Ponta Grossa, a mais de 360 km de distância de Floraí. Os agentes abordaram o veículo, que disparou contra a viatura. Segundo a Justiça Federal do Paraná, ao menos 12 tiros de fuzil acertaram o carro dos policiais. Durante a perseguição, uma equipe da PM chamada para prestar apoio interceptou o carro dos suspeitos e aconteceu uma nova troca de tiros, no bairro Chapada. Uma policial foi atingida, mas se recuperou dos ferimentos. "De acordo com a denúncia, após o confronto com a equipe da polícia militar, os assaltantes seguiram em fuga rumo a localidade de Taquari dos Polacos, quando entraram novamente em confronto com uma equipe do Pelotão de Choque da Polícia Militar, sendo que dessa vez acabaram capotando o veículo. Em fuga, o réu invadiu um sítio na região de Periquitos, próximo a região dos fatos, onde mediante grave ameaça subtraiu um veículo", explica a Justiça. Um helicóptero da polícia ajudou nas buscas, mas ninguém foi encontrado. Homens fugiram após perseguição policial, em Ponta Grossa Fábio Angelo/RPC Ponta Grossa Prisão Três dias depois Anderson foi preso em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Ele estava conduzindo outro veículo e foi abordado por uma equipe da PM que realizava patrulhamento pelo Bairro Vargem Grande. "Em busca veicular foi localizada uma sacola que estava em cima do banco do passageiro que continha em seu interior R$ 37.450 em espécie, parte do valor que havia sido subtraído no roubo das agências bancárias de Floraí", detalha a Justiça Federal. Homem foi localizado com maço de dinheiro PRF/Divulgação Vídeos mais assistidos do g1 PR: Leia mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul

FONTE: https://g1.globo.com/pr/campos-gerais-sul/noticia/2024/05/22/acusado-de-explodir-duas-agencias-bancarias-e-trocar-tiros-de-fuzil-com-oito-policiais-no-parana-e-condenado-a-quase-39-anos-de-prisao.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes